Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha de Urologia e Sexologia

Linha de Urologia e Sexologia

11
Ago08

Falta de desejo e interesse sexual terminou com o meu namoro de quase 4 anos...

Linha de Urol.

De Bruno, a 21 de Julho de 2008 às 15:12 

 

Boa Tarde,

 
Terminei há 2 semanas um namoro de quase 4 anos com a pessoa que amo, sobretudo devido à minha incapacidade de lhe dar o que ela pretendia:
sexo e fazê-la sentir-se desejada.

Tenho 33 anos e ela tem menos 7. Como enquadramento, a minha mãe faleceu quando eu tinha 19 anos, e o meu pai 5 anos depois. Talvez devido a estar muito próximo da minha mãe, só depois dela falecer senti carências afectivas e necessidade de namorar. Aos 21 tive a minha primeira namorada, relação que durou cerca de cerca de 7 anos, mas onde por convicções religiosas sempre me abstive de ter relações sexuais, pois queria guardar-me para depois do casamento. Esse factor também ajudou a terminar essa relação.

Mais tarde ganhei outro tipo de consciência, e mudei este pensamento, estando disposto a iniciar a minha vida sexual. Anos mais tarde (aos 29) conheci a pessoa com quem estive até há pouco, que foi a primeira com quem tive relações sexuais. No início da nossa relação tudo corria bem, tínhamos relações sexuais com bastante frequência, o sexo era muito bom, mas isto durou apenas nos primeiros 5/6 meses. A partir daí, à medida que íamos ganhando mais intimidade um com o outro, o desejo foi desaparecendo, cada vez menos tínhamos relações, até que recentemente chegámos a estar 3 ou 4 meses sem as fazer (olhando agora para trás acho ser algo inaceitável).

Acho-a extremamente bonita e atraente, é uma pessoa que atrai a atenção dos outros homens pela sua beleza e sensualidade. A dificuldade para mim está em olhar para ela e vê-la como mulher que é, minha parceira, e desejá-la ao ponto de iniciar a relação sexual.
Porque depois de a iniciarmos, normalmente sinto-me bem e o sexo é bom. No entanto raramente a consegui "ver" como deveria, mas sim como algo diferente, pois não conseguia sentir o mínimo desejo sexual por ela, apesar de termos muita intimidade e de sentir muito amor e carinho. Ela é uma pessoa com muita líbido, e frequentemente tentava que tivéssemos sexo, mas eu sempre arranjava uma desculpa para que tal não acontecesse. No entanto em datas especiais (dia dos Namorados, aniversários, etc.) sempre conseguimos ter relações, talvez devido ao facto de eu me mentalizar para isso.

Devido ao nosso mau relacionamento sexual a nossa relação foi-se desgastando ao longo do tempo, pois a falta de relações sexuais dá origem a outros problemas de relacionamento. Entretanto decidimos ter consultas de sexologia para tentar resolver o nosso problema - tivemos consultas a dois e só eu individualmente. Nessa altura fiz testes
físicos hormonais, que revelaram que estava tudo normal, sendo apenas um problema psicológico. No entanto os exercícios e sugestões propostos pelo sexólogo não nos ajudaram, e chegaram até a colocar em risco a nossa relação já nessa altura, pois a situação não melhorou e penso até que regrediu um pouco. Já depois disso estivemos separados durante 1 mês no ano passado, e quando voltámos o sexo ao início era bom, e durante um curto espaço de tempo voltei a desejá-la, mas depressa voltou tudo ao mesmo. Sempre fomos muito abertos um com o outro, sempre falámos muito deste problema e ela sempre me apoiou apesar de com o passar do tempo sentir grande necessidade que eu a
desejasse, e no entanto nunca consegui arranjar uma solução para a desejar como normalmente deveria acontecer.

Durante todo este tempo de relação continuei a masturbar-me, a olhar para outras mulheres e a sentir desejo por algumas, mas sinto que voltaria a ter os mesmos problemas de desejo se tivesse uma relação com outra pessoa que desejasse inicialmente, e essa relação atingisse determinado grau de proximidade.

Peço desculpa pois o mail já vai muito longo, mas pretendia dar o maior número de detalhes possíveis para que a ajuda possa ser mais efectiva. Escrevo-lhe para que me dê uma pista sobre qual poderá ser o meu problema e orientação sobre o próximo passo a tomar, pois sei que se a nossa vida sexual tivesse sido normal, não teríamos chegado a este ponto. Amo muito a minha (ex) namorada e quero fazer tudo para a recuperar e dar-lhe aquilo que ela precisa como dei no início da nossa relação.

Muito obrigado.

Bruno

 

Foto in: http://amadeo.blog.com/repository/212944/543095.jpg

 

22
Jul08

Senti o meu desejo a diminuir poderá ser do DIU, que coloquei após ter um aborto espontâneo?

Linha de Urol.
De Renata, a 11 de Julho de 2008 às 21:29
 
Dra. Vera Ribeiro,
 
Boa noite!
 
Estou casada 1 ano e quando comecei namorar meu marido eu tinha um desejo incontrolavel, era apaixonada e feliz!
   
Faziamos amor a toda hora e em todo lugar, eu tinha lubrificacao exagerada e desejo tambem.
   
Faz 6 meses que comecei sentir meu desejo diminuir e comecei entao com desculpas para nao fazer sexo.
  
Tive um aborto expontaneo na minha 5 semana de gravidez apos 4 meses de casada.
Decidi entao colocar um DIU porque senti que nao estava preparada pra ser mae. Faz 3 meses que coloquei o DIU (sem hormonio) e a coisa parece piorou...
 
sinto dores na hora de fazer amor, sinto que meu corpo mudou depois da gravidez interrompida, minha barriga fica inchada e horrivel e para ajudar cada dia que passa estou mais irritada com o meu marido, se ele me agrada fico irritada, nao gosto que ele fique me fazendo carinho o tempo todo... e quando ele me procura constantemente,,, eu falo que ele so pensa em sexo!!
  
Nao sei o que aconteceu comigo...
Sera que o DIU tem afetado minha relacao ou o problema sou EU?
 
Obrigada pela ajuda
 
Renata
 
Foto in:  http://www.anjosdejesus.com/start/images/stories/noticias/abortomulher1.jpg
 
15
Jul08

Sou apaixonado pela minha namorada, mas na hora do sexo, o desejo não aparece...

Linha de Urol.

De Anónimo, a 6 de Julho de 2008 às 14:48

 

oi.

 

olha eu não sei o que esta acontecendo comigo, tenho 21 anos, não tenho muito experiência em relação a sexo, mas actualmente estou namorando e na hora H, o desejo não aparece, tenho medo que possa ser um problema, não sei, talves seja pela falta de experiência ou até mesmo a timidez ou ainda o strees, visto que o meu trabalho é bastante stresante. 

 

Sou apaixonado por minha namorada, mas, na hora do sexo, o desejo não aparece. Minha namorada demonstrou ser compreensiva por enquanto. Gostaria de saber se é normal isso ou se pode ser algum tipo de problema. Gostaria de saber onde encontrar ajuda....

 

 Foto de: http://www.joaowerner.com.br/images/retratos/rapaz_6.JPG

 

 

02
Jun08

Ultimamente o meu namorado não quer fazer amor comigo...

Linha de Urol.

De Anónima ,a 27 de Maio de 2008 às 11:55

 

Bom Dia,

    
vi o vosso site e achei que devia vos escrever para ficar esclarecida.sou uma jovem com 23 anos,

 
Namoro a 4 anos, e ultimamente o meu namorado evita de fazer amor comigo... e qd lhe pergunto o que se passa diz que nao se passa nada... diz que esta cansado, ou que lhe doi a cabeça, ou porque esta mal disposto.. isto ja dura 3 semanas... será que estou a ser traida? será que ele perdeu a vontade? ou os rapazes nesta idade sao assim? ( ele tem 24anos).

  
obrigada

  

Foto in:  http://www.versosdamadrugada.blogger.com.br/mulher%20triste.jpg

 

 

30
Abr08

"Sinto que da parte dele cada vez existe menos vontade de termos relações sexuais..."

Linha de Urol.

De Anónima, a 29 de Abril de 2008 às 15:02

 

Dra.,

 

Vivo com o meu companheiro com o qual tenho uma relação há 3 anos. Somos um casal novo, ele com 34 anos e eu 31.

  

No 1º ano a nossa vida sexual foi satisfatória. No entanto, nos últimos 2 anos, sinto que da parte dele cada vez existe menos vontade de termos relações sexuais. A situação tem-se arrastado pois entre dias agitados e a esperança que a situação melhore “miracolosamente”, nada se fez. Actualmente passamos semanas sem termos relações sexuais e quando temos tornou-se uma rotina (sempre na mesma situação, no mesmo dia, à mesma hora).

  

Todavia, está-se a tornar uma situação incomportável, principalmente porque actualmente não estou a trabalhar e talvez devido ao facto de fazer mais exercício físico e de ter deixado de tomar os anti-depressivos (sertralina), sinto-me cheia de energia, e sinto um maior desejo sexual que, não é de todo correspondido.

    

Já tentei conversar sobre o assunto nos últimos meses, o que não surtiu grandes efeitos, pois além dele não ser muito de conversar, o assunto também não ajuda. Basicamente os argumentos que me foram dados são o dia-a-dia, porque há sempre coisas a fazer, porque eu não demonstro que quero ter relações, que o “ambiente” não é propício. Ou seja, um esvaziar total de responsabilidade da parte dele.

   

Da minha parte, sinto-me cada vez pior, culpabilizando-me pois penso que o problema será ele já não estar interessado em mim, sinto a minha auto-estima de rastos e não compreendo os motivos apresentados (quase que me parecem desculpas esfarrapadas) pois parece que ele é que é a mulher da relação com tantas “picuíces”, geralmente é a mulher que se queixa que não há “ambiente”, que estamos cansadas, etc, etc...

   

De facto, sou um pouco “antiquada” neste aspecto, e nas relações que tive anteriormente os homens estavam sempre dispostíssimos para relações sexuais...nunca tive de demonstrar que queria ter relações ou “provocá-los”...

   

Ainda lhe sugeri uma consulta num sexologista, uma vez que o diálogo não ajudou muito, mas ele recusa-se veemente a ir a uma consulta, afirmando que não tem nenhum problema.

   

Aguardo a sua ajuda.

  

Obrigada

Foto in: http://www.minhaescrita.blogger.com.br/mulher%20triste.jpg

28
Abr08

A relação sexual não tem vindo a ser muito activa, ela recusa sempre a penetração...

Linha de Urol.

De Anónimo a 27 de Abril de 2008 às 07:34

  

Bom dia,

   
minha mulher e eu temos 3 filhos um de 12 anos outro de 3 e de 2 anos.
nossa relaçao sexual nao tem vindo a ser muito activa ela recusa sempre a penetraçao : a vida dela diaria e tratar dos filhos todos os dias anda muito stressada e a relaçao sexual e posta de lado ela diz que sente uma coisa estrenha no corpo e nao sabe o que e diz tambem que nao tem vontade sera por ela andar stressada ou de tomar medicamentos calmantes?
 
Foto in: http://www.guerreiradaarte.blogger.com.br/mulher%20adormecida%20com%20persianas%201936.jpg
 
24
Abr08

Sinto desejo, mas ele não!

Linha de Urol.

De Anónima a 24 de Abril de 2008 às 06:26

  

Olá!

  

Estou casada ha 1 ano e 4 meses e de algum tempo pra cá meu marido não demonstra vontade, desejo de fazer sexo. sou sempre eu que estou lhe procurando e na maioria das vezes sempre inveta uma desculpa. Já tentei conversa com ele pra saber se ele tem díficuldade ou algo parecido, mais ele é muito fechado e não gosta de tocar no assunto. As vezes me sinto constrangida em procura-lo, fico tentando procura algo que justifique esta situação pq isso me deixa muito pra baixo, penso um monte de besteira.
O que devo fazer?

  

 

http://weblogs.clarin.com/itinerarte/archives/esterne041623230510101328_big.jpg

 

15
Abr08

Como dizer a um homem seguro da sua virilidade, que encontrei excitação numa mulher? Lésbica?

Linha de Urol.
De Anónima a 13 de Abril de 2008 às 04:57
 
Estou na casa dos trinta, casada e com filhos, ha muito que perdi o desejo sexual pelo meu marido e ha pouco tempo começei a perceber que me sentia atraida por uma colega que ja conheço a uns anos e que é lesbica assumida desde adolescente, meio na brincadeira acabamos por beijar-nos e dai para para ca não mais paramos, encontramo-nos as escondidas e praticamos sexo, so quero estar com ela, passo o tempo a pensar nela, amo-a e sou amada...
  
O meu problema é que não existe dialogo entre mim e o meu marido, mas continuamos a viver como "casal"... acontece que o sexo tornou-se um tormento, não suporto mais que me toque...mas como dizer a um homem seguro da sua virilidade, que não me excita mais...e que encontrei essa excitação numa mulher, que me fez sentir mulher pela primeira vez na vida??
   
Sei que não sou caso unico, mas gostaria se possivel trocar impressões com quem ja tenha passado por algo parecido...
 
  
 
 
Foto de: Tamara de Lempicka, Young Lady in a Green Dress (1935)
02
Abr08

Varicocelo, stress podem estar relacionados com falta de desejo sexual?

Linha de Urol.

De Maria a 1 de Abril de 2008 às 09:10

 

Bom dia.

 
Andava a pesquisar na net sobre falta de desejo sexual por parte do homem e também sobre varicocelo e encontrei o seu blog. Espero que me possa ajudar.
 

Vou tentar resumir a minha historia. Tenho 28 anos, o meu marido tem 30. Estamos casados há quase 8 anos, temos relações sexuais há cerca de 10. Temos 2 filhos, um com 5 anos e outro com 1.
 

A nossa vida sexual sempre foi o que eu consideraria "normal", umas vezes com mais frequencia, outras com menos, mas nunca estavamos muito tempo sem ter relações.
Agora, raramento fazemos mais que uma vez por semana.
 

Comecei a estranhar e a tentar perceber o que se passava, chegando mesmo a pensar na existência de outra pessoa, embora no fundo me pareça absurdo porque o meu marido continua atencioso como sempre, adora os filhos,é mm um pai excelente e está sempre a dizer que gostava de ter outro.

 
Ontem acabou por me confessar (ele é uma pessoa muito reservada...) que anda "sem vontade", mas nao sabe explicar como nem porquê. Tem receio que tenha alguma coisa grave, por isso quando lhe falei em ir ao medico, recusoui, porque tem medo.

  
Foi-lhe detectado um varicocelo há uns anos, mas na altura o urologista disse que nao era grave e que pdoeria comprometer a capacidade de ter filhos, entretanto quando decidimos ter o segundo filho, ele fez um espermograma e o resultado foi "poucos mas bons" e a verdade é que engravidar quase logo.

  
Na gravidez e nos meses seguintes ao parto ele tinha sempre vontade (como sempre teve). Ele anda num periodo muito stressante no emprego, adora o que faz, mas é muito stress, será que pdoerá ter influencia?

 
Acho que estou a fazer um texto confuso e nao sei se me poderá ajudar.
No fundo, as minhas perguntas, sao?
- Poderá a falta de desejo estar relacionada com o varicocelo ou outro problma físico?
- Poderá ser "apenas" stress?
- Como poderei ajudá-lo?
Tenho receio de, se nao tentar ele perder ainda mais o nteresse, se o procurar, ele se sentir pressionado... nao sei o que fazer.
Pode ajudar-me, por favor?

  
Maria
 

O Outono - Baco e Ariadne, de Eugenè Delacroix. 1856/1863.

31
Mar08

Falta de interesse sexual por ela, ou melhor vontade...

Linha de Urol.

De Pedro a 29 de Março de 2008 às 11:06

   

Olá,

tenho 27 anos e vivo com a minha namorada a cerca de 6 meses. namoramos a cerca de 2.

 

nos últimos tenho notado falta de interesse sexual por ela, ou melhor vontade. não tenho nunca iniciativa. por vezes ate evito. tive um acidente grave a 9 meses onde fracturei uma vértebra e me fez ficar parado alguns meses.

  

nesses meses perdi mt massa muscular na zona lombar e força. ao inicio fazíamos amor mas com o tempo fui me sentindo muito cansado e com isso rendimento sexual.comecei a notar que não a satisfazia totalmente e então fez com que não me sentisse muito bem.

  

voltei entretanto a trabalhar que por vezes tem momentos de algum stress e mt cansaço. nos últimos tempos a situação tem se agravado pois parece que ela escolhe as alturas que tou pior e mais cansado para querer fazer e eu sinto-me sem capacidade.

   

sei que ao notar que não a satisfaço pois noto nas ultimas vezes que fica com uma cara de quem ficou insatisfeita, eu próprio perco mais um pouco da vontade. hoje tentei lhe explicar e vi que ela não compreendeu pois só me diz que quem ama tem sempre vontade, vem com historia que antes não era assim e tudo isso não me esta ajudar. sei que preciso recuperar a minha forma para ajudar no meu problema mas sinto que psicologicamanente já me sinto afectado e que preciso de ajuda.

obrigado e espero que me possa responder

  

Pedro

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dr. Manuel Mendes Silva

Médico Urologista Fellow do European Board of Urology. Ex-Presidente da Associação Portuguesa de Urologia e do Colégio de Urologia da Ordem dos Médicos. Ex-Vice Presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia. Director da Oficina de Ética da Conderação Americana de Urologia.

Links

Hospital de ST Louis

  •  
  • Caracterização dos Leitores da Linha de Sexologia

    Métodos Contraceptivos utilizados pelos leitores da linha de Sexologia:

    Total de 426 Votos
    Votação realizada de 22/02/2008 a 27/03/2008

    Pílula - 213 (50%)
    Preserv. Masc. - 107 (25.12%)
    Coito Interrom. - 35 (8.22%)
    DIU - 25 (5.87%)
    Anel Vaginal - 18 (4.23%)
    Abstinência - 13 (3.05%)
    Implante - 5 (1.17%)
    Contrac. Cirúrg. - 4 (0.94%)
    Contrac. Emerg. - 2 (0.47%)
    Espermicida - 2 (0.47%)
    Injectável - 1 (0.23%)
    Preserv. Femi. - 1 (0.23%)

    Das seguintes expressões, a que melhor me descreve é:

    Total de 146 Votos
    Votação realizada de 27/03/2008 a 12/05/2008

    Lésbica - 3 (2.05%)
    Gay - 4 (2.74%)
    Homossexual - 4 (2.74%)
    Heterossexual - 115 (78.77%)
    Bisexual - 13 (8.90%)
    Nenh. desc. - 2 (1.37%)
    ident. sex. oscila - 5 (3.42%)

    Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2008
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D

    Envie a sua questão

    As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

    E-mail: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR