Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha de Urologia e Sexologia

Linha de Urologia e Sexologia

26
Ago08

O meu marido é um viciado em pornografia!

Linha de Urol.
De Anónima, a 25 de Julho de 2008 às 17:05

  

Obrigado por se disponibilizarem a ajudar pessoas.

 

Meu caso tenho notado que não é isolado,porem não deixa de incomodar ou de fazer-me infeliz.

  
Meu marido é um viciado em pornografia.

  
por este motivo nossa vida se desfaz como um castelo a beira-mar. Frequentamos uma comunidade religiosa que nos apoia,inclusive já se dispos a pagar tratamento psicológico o qual ele fez por alguns meses e depois disse que o problema já estava resolvido porem ontem eu o flagrei assistindo um filme.A reação dele é tremer muito,negar mesmo sendo evidente,me chamar de amor;na realidade parece se sentir culpado...

  
Demorou para eu perceber,mas nossas relações ficaram cada vez mais distantes ao ponto de meses sem me procurar.Devo dizer que ele tem 50 anos,Ficou desempregado e está a dois anos, eu faço um trabalho free lancer de maquiagem e camareira para figurino e todas as vezes que eu saia para trabalhar ele ficava em casa sempre dando uma desculpa quando eu voltava.

 
Se tornou relaxado consigo cada vez mais.
Ele tem toda ciencia do quanto isto me incomoda.Fui somando as histórias e cheguei a conclusão que ele sempre gostou de pornografia sò que deve ter se tornado cronico ele é um dependente mesmo.

 
Nosso casamento está por meio fio para acabar.sei que ele precisa de ajuda mas não sei exatamente o quanto tem conciencia disso.E não sei mais quanto vou conseguir. minhas forças estão minadas.

  
Se puder me ajude mande-me um email.

  
Sou muito grata pela atenção.

 

Foto in: http://simplesmentepalavras.blogs.sapo.pt/arquivo/casal.gif

 

 

 

Bom Dia,

 

Agradecemos a sua questão.

De facto, a dependência / vício pornográfico, é uma questão que afecta quer o próprio, quer os familiares que o rodeiam. É uma patologia que só poderá ser devidamente tratada, quando o próprio se disponibilizar e quiser ser tratado.

 

Quando refere que encontra o seu parceiro a visionar, este tipo de filmes e sente que ele também fica de alguma forma atrapalhado por ser apanhado, pois também pode existir a hipótese de este se sentir mal por este tipo de comportamento, mas não conseguir controlar esta adição e sentir-se perturbado por isso.

 

Fale com o seu parceiro, sobre esta adição, mas sem o julgar, por forma a tentar perceber se este está interessado em tratamento para esta problemática, ou não.

 

Deverá recorrer à especialidade de sexologia, ou psiquiatria, para que o seu parceiro, possa iniciar uma terapia, com vista à diminuição, e até mesmo eliminação, destes comportamentos.

 

Obrigada.

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dr. Manuel Mendes Silva

Médico Urologista Fellow do European Board of Urology. Ex-Presidente da Associação Portuguesa de Urologia e do Colégio de Urologia da Ordem dos Médicos. Ex-Vice Presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia. Director da Oficina de Ética da Conderação Americana de Urologia.

Links

Hospital de ST Louis

  •  
  • Caracterização dos Leitores da Linha de Sexologia

    Métodos Contraceptivos utilizados pelos leitores da linha de Sexologia:

    Total de 426 Votos
    Votação realizada de 22/02/2008 a 27/03/2008

    Pílula - 213 (50%)
    Preserv. Masc. - 107 (25.12%)
    Coito Interrom. - 35 (8.22%)
    DIU - 25 (5.87%)
    Anel Vaginal - 18 (4.23%)
    Abstinência - 13 (3.05%)
    Implante - 5 (1.17%)
    Contrac. Cirúrg. - 4 (0.94%)
    Contrac. Emerg. - 2 (0.47%)
    Espermicida - 2 (0.47%)
    Injectável - 1 (0.23%)
    Preserv. Femi. - 1 (0.23%)

    Das seguintes expressões, a que melhor me descreve é:

    Total de 146 Votos
    Votação realizada de 27/03/2008 a 12/05/2008

    Lésbica - 3 (2.05%)
    Gay - 4 (2.74%)
    Homossexual - 4 (2.74%)
    Heterossexual - 115 (78.77%)
    Bisexual - 13 (8.90%)
    Nenh. desc. - 2 (1.37%)
    ident. sex. oscila - 5 (3.42%)

    Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2008
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D

    Envie a sua questão

    As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

    E-mail: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR