Segunda-feira, 16 de Junho de 2008
Sempre teve um desempenho normal, mas cada vez foi aguentando menos tempo sem ejacular...

De Anónima, a 7 de Junho de 2008 às 18:45

 

Desde já quero dar os parabéns pelo site, está excelente!

  
Desde que iniciei a minha vida sexual só tive relações com o mesmo parceiro mas ele já teve relações antes.

   

Sempre teve um desempenho normal mas cada vez foi aguentando menos tempo sem ejacular, o que lhe provoca muito desconforto porque tem medo de não me satisfazer, mas o que é facto é que ele tem relações que aguenta muito tempo e outras que aguenta pouco.

 

Que posso fazer para q ele mude ou não fique tão desconfortável, já tentei convencer a ir a um médico mas não consegui.
 
Obrigado. 
  

 

Foto in: http://virgensuicidas.no.sapo.pt/pint6.JPG

  

 

Bom Dia,

 

A ejaculação precoce, também afecta as mulheres de forma frustrante... porque estas sentem-se "impotentes e incompetentes" na relação sexual com os seus parceiros... não sabem como os ajudar, pensando até que o problema está relacionado com o desempenho delas.

 

A mulher é a peça fundamental do puzzle na ejaculação precoce do homem.. A mulher / parceira também é afectada por esta problemática, pois a maioria das vezes, sente-se culpada pela existência deste problema, até porque o homem não fala muito sobre estes factos, quando eles acontecem. A parceira tem tendência a achar que se passa algo com ela... que é pouco atraente, que não tem jeito, nem sabe, para dar prazer ao seu parceiro.

 

Muitas das vezes, a ejaculação precoce surge, pela existência de uma pressão por parte do parceira para agradar a sua parceira, tornando-se numa problemática cíclica de frustrações.

  

Quando o casal tem em mãos uma problemática como esta, deve conversar e nunca fingir que não se passa nada. O homem muitas das vezes tem uma certa dificuldade em assumir / admitir que está perante uma disfunção. O ideal é o casal unir-se e falar deste problema em comum sem tabus.

  

Para estas questões, são sugeridos exercícios que afastem a penetração do casal, pelo menos no inicio, para que conheçam outras formas de prazer e de contacto. Procurem o prazer de outras formas sem se limitarem ao coito, para que o pénis, e a sua extrema sensibilidade, sejam retirados da atenção / foco, reconhecendo assim outras sensações.

 

Por vezes, é possível ultrapassar esta questão sem recorrer a médicos ou sexólogos, tudo depende do grau e à quanto tempo se mantém com esta problemática, e é claro que depende em muito da união e comunicação do casal.

 

Obrigada.



publicado por Linha de Urol. às 09:43
link do post | adicionar aos favoritos

Consultórios
DR MANUEL MENDES SILVA:
Urologia
Avenida da Liberdade nº 202, 1º.
Contacto: 21 3524276

Dr. Manuel Mendes Silva
Médico Urologista Fellow do European Board of Urology. Ex-Presidente da Associação Portuguesa de Urologia e do Colégio de Urologia da Ordem dos Médicos. Ex-Vice Presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia. Director da Oficina de Ética da Conderação Americana de Urologia.
CONSULTA de SEXOLOGIA em CASTELO BRANCO
Marcações de consulta de Sexologia em Castelo Branco, com a Dra. Vera Ribeiro
MORADA: Quinta da Milhã - Estrada do Salgueiro, Castelo Branco
Contacto para marcação: 272 348 860
http://www.euromedic.pt (Informe-se sobre convenções de seguros para a consulta, na Clínica). Consultas aos sábados no período da manhã!
Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR
Outras Ligações
Pesquisar
 
Caracterização dos Leitores da Linha de Sexologia
Métodos Contraceptivos utilizados pelos leitores da linha de Sexologia:

Total de 426 Votos
Votação realizada de 22/02/2008 a 27/03/2008

Pílula - 213 (50%)
Preserv. Masc. - 107 (25.12%)
Coito Interrom. - 35 (8.22%)
DIU - 25 (5.87%)
Anel Vaginal - 18 (4.23%)
Abstinência - 13 (3.05%)
Implante - 5 (1.17%)
Contrac. Cirúrg. - 4 (0.94%)
Contrac. Emerg. - 2 (0.47%)
Espermicida - 2 (0.47%)
Injectável - 1 (0.23%)
Preserv. Femi. - 1 (0.23%)

Das seguintes expressões, a que melhor me descreve é:

Total de 146 Votos
Votação realizada de 27/03/2008 a 12/05/2008

Lésbica - 3 (2.05%)
Gay - 4 (2.74%)
Homossexual - 4 (2.74%)
Heterossexual - 115 (78.77%)
Bisexual - 13 (8.90%)
Nenh. desc. - 2 (1.37%)
ident. sex. oscila - 5 (3.42%)

Arquivos

Abril 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Subscrever feeds