Quarta-feira, 14 de Maio de 2008
Se houver apenas "toque" nos genitais, pode-se ser contagiado por HPV?

De Anónima ,a 11 de Maio de 2008 às 23:14

  

Boa noite,

  
desde já agradeço o facto de ter respondido sempre às minhas questões !
   
Queria saber se é possivel haver contágio do virús HPV sem duas pessoas terem relaçoes sexuais, ao seja, apenas haver um toque com os genitais, sem penetração ou sexo oral (com o uso do preservativo)

  

 

Foto in: http://atuleirus.weblog.com.pt/arquivo/casal4.jpg

 

 

Boa Tarde,

 

A infecção pelo HPV é muito comum, O condiloma acuminado é uma lesão na região genital, causada pelo Papilomavirus Humano (HPV), esta doença é também conhecida como crista de galo (pelo aspecto que apresenta).    

   

Com o evoluir dos tempos, a frequência do aparecimento do hpv, foi aumentando a larga escala. O HPV (Human Papiloma Vírus) é um vírus que vive na pele e nas mucosas genitais, como vulva, vagina, colo de útero e pénis. Pelo menos 50% dos homens e mulheres sexualmente activos contraem o HPV, por meio de contacto sexual. Entretanto, existem outras formas de contágio, como através do contacto com superfícies contaminadas pelo vírus (roupas, objectos, sabonete, material cirúrgico etc.).
  
Nos genitais existem duas formas de manifestação clínica: verrugas genitais, que aparecem na vagina, pénis e anus, e a forma microscópica que atinge pénis, vagina e cólo uterino. Os traumas da pele ou mucosa genitais favorecem a infecção pelo HPV durante o acto sexual. Existem cerca de 100 tipos de HPV, e alguns deles podem causar cancro do cólo do utero.
  
O diagnóstico do HPV é realizado através de exames ginecológicos como o Papanicolau, que apesar de não detectar o vírus, evidencia alterações que ele pode causar nas células vaginais, e também a colposcopia, que permite identificar as lesões ocasionadas pelo vírus, sendo então realizada uma biópsia (retirada de um pequeno pedaço de tecido para a análise da área suspeita).
 

 Sinais / Sintomas:

• aparecimento de verrugas, com aspecto de couve-flor e de tamanhos variáveis, nos órgãos genitais.

• Pode ainda estar relacionado ao aparecimento de alguns tipos de cancro, principalmente no colo do útero, mas também no pénis ou no anus. Porém, nem todos os casos de infecção pelo HPV desenvolveram cancro.

     

 Formas de Contágio:

• É transmitido pelo contacto directo com a pele contaminada, mesmo quando esta não apresenta lesões visíveis.

• A transmissão também pode ocorrer durante o sexo oral. 

• Há, ainda, a possibilidade de contaminação por meio de objectos como toalhas, roupas íntimas, sanita ou banheiras.

  

Prevenção: 

• Não partilhar objectos de uso íntimo com outras pessoas.

• Uso do preservativo em todas as relações sexuais. Na maioria das vezes os homens não manifestam a doença. Ainda assim, são transmissores do vírus. Quanto às mulheres, é importante que elas façam o exame de prevenção do cancro do colo do úrtero, conhecido como "papanicolau" ou preventivo, regularmente.

 

Tratamento:   

 • O tratamento do HPV pode ser feito por meio de diversos métodos: químicos, quimioterapeuticos, imunoterapeuticos e cirúrgicos. A maioria deles irá destruir o tecido doente.

  

 Agora, respondendo particularmente à sua questão. Fico surpreendida que finalmente apareçam questões sobre este tipo de patologias, que se estão a propagar em grande número, e que são muito difíceis de detectar numa fase de ínicio de contágio. O HPV, normalmente só é detectado quando começam a surgir as verrugas nos genitais, é só e apenas neste momento que o doente se desloca ao seu médico, na procura de perceber que verrugas são as que lhe surgiram.

    

Se um dos parceiros tiver HPV pode sempre transmitir ao outro, através da pele (toque) ou de relação sexual. Mas a questão que me colocou referiu que utilizava preservativo... se o seu parceiro estivesse contaminado com HPV, seria dificil passar-lhe o vírus, se ele usar o preservativo. A partir do momento que exista toque nos genitais contaminados e não haja a lavagem das mãos, poderá transportar o vírus para si.

  

Logo, a forma mais segura e mais antiga é sem dúvida a utilização do preservativo seja no sexo oral como sexo genital, pois este vírus é de fácil transmissão, e por isso é preciso termos muito cuidado na prevenção.

 

Obrigada.


Etiquetas:

publicado por Linha de Urol. às 20:15
link do post | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Info HPV a 30 de Junho de 2008 às 10:53
Ao deparar-me com esta questão, e como profissional de saúde já há alguns anos ligado ao HPV e cancro cervical, tomei a liberdade de fazer uma pequena adenda. Assim, quanto ao uso do preservativo, é perfeitamente possível a transmissão do vírus, mesmo utilizando o preservativo, já que este não cobre toda a área genital do homem. Tal facto já foi bastante explorado e segundo as estimativas do Dr. Franco (Canadá), a eficácia da protecção do preservativo(desde que correctamente utilizado e durante todo o contacto sexual) é de apenas 70%.
"Modeling the Sexual Transmissibility of Human Papillomavirus Infection using Stochastic Computer Simulation and Empirical Data from a Cohort Study of Young Women in Montreal, Canada. American Journal of Epidemiology. 163(6):534-543, March 15, 2006."
O único modo de detectar directamente a presença de HPV com risco oncogénico é efeectuando o teste de HPV (captura híbrida tipo 2 é o único aprovado pela FDA). No entanto, saliento que, mesmo com um resultado positivo para o HPV, tal não significa que haja doença. Infecção por HPV é apenas condição necessária mas não suficiente para cancro do colo do útero. É uma infecção que seguramente mais de 80% dos adultos já teve sem sequer dar por isso.
Peço desculpa pela intromissão e espero ter sido útil.


De Dra Vera Ribeiro a 30 de Junho de 2008 às 11:15
Bom Dia,

Desde já agradeço o seu comentário e contribuição, sobre esta matéria, e na realidade a forma de contágio do HPV é muito fácil, e pela infedilidade dos testes é que nos revela muito complicado de detectar verdadeiramente.

O facto da protecção se encontrar nos 70 % com preservativo, é um facto, mas a população tem de ser mentalizada que mesmo assim deverá utilizar a protecção, e que esta previne não só o HPV mas outras DST's.

Mas mais uma vez agradeço o seu comentário e agradeço a sua futura intervenção!.

Obrigada.


De Anonimo a 15 de Setembro de 2008 às 20:21
Boa noite,

sou homem e portador deste vírus, facto já comprovado pela medicina e que se manifesta, no meu caso, ligeiramente no pénis e de forma intensa no anûs. Recorri a um urulogista para tentar resolver esta situação tendo-me sido recomendado um produto quimico para eliminar verrugas, tendo funcionado eficazmente no pénis, mas que evitei utilizar no anûs porque era muito doloroso. No entanto, passado algum tempo, voltara-me a surgir as verrugas no pênis. A minha dúvida consiste em qual a especialidade a consultar com vista a resolver a minha situação, urulogia ou outra?

Obrigado.


De Linha de Urol. a 27 de Setembro de 2008 às 18:51
Boa Tarde,

O vírus do papiloma humano (HPV) é tratado através da especialidade de Urologia, se verifica que as verrugas voltaram a surgir no seu pénis, deverá procurar novamente um urologsta para nova avaliação.

Obrigada.


De Anónimo a 16 de Setembro de 2008 às 11:42
Olá
É então possível haver contágio de HPV através de sexo oral da mulher no homem sem preservativo ainda colocado??
A saliva da mulher no contacto com o pénis poderá transmitir o HPV para o homem??
Obrigado


De Linha de Urol. a 27 de Setembro de 2008 às 18:57
Boa Tarde,

Pode existir uma infecção oral provocada por uma variante deste vírus, logo pode ser transmitido através do sexo oral. Deverá ter isso sempre em conta e proteger-se.

Obrigada.


De Andressa a 7 de Dezembro de 2008 às 13:40
Olá, tenho hpv e gostaria de saber se o unico tratamento para retirada das verrugas na vulva e ânus é a podofilina, pois fiz o uso, mesmo assim persiste. Tem outra forma de retirá-las?
Desde já agradeço.


De Anónimo a 20 de Agosto de 2009 às 02:58
Então uma vez contraído o vírus, ele não é eliminado nunca mais? Sempre volta a se manifestar?

Tem cura definitiva?


De deise a 25 de Agosto de 2009 às 19:51
ola .....
gostaria de saber como faço pra ter mais informaçoes..
sobre o hpv pois foi contagiada por esse virus HPV16,
e agora nao sei se isso e muito prejudicial a minha saude o que devo fazer.....tenho um namorado que esta contigiado com o virus da hepatite b e c..sou vacinada contra a hepatite,posso ainda ser contaminada.....
como ele faz pra saber se tem o hpv?
obrigado pela informalçao


De anaid a 16 de Janeiro de 2010 às 11:46
ola bom dia . a cerca de um mes descobri que estou contagiada com hpv . noentanto foi encontrada no meu marido ele comecou a fazer tratamento; e a atitude dele modou anda desenteresado, desanimado, triste. estou preocupada que este problema me venha a trazer mais situcoes tristes. gostaria muito de saber mais as causas deste problema em todos os sentidos


Comentar post

Consultórios
DR MANUEL MENDES SILVA:
Urologia
Avenida da Liberdade nº 202, 1º.
Contacto: 21 3524276

Dr. Manuel Mendes Silva
Médico Urologista Fellow do European Board of Urology. Ex-Presidente da Associação Portuguesa de Urologia e do Colégio de Urologia da Ordem dos Médicos. Ex-Vice Presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia. Director da Oficina de Ética da Conderação Americana de Urologia.
CONSULTA de SEXOLOGIA em CASTELO BRANCO
Marcações de consulta de Sexologia em Castelo Branco, com a Dra. Vera Ribeiro
MORADA: Quinta da Milhã - Estrada do Salgueiro, Castelo Branco
Contacto para marcação: 272 348 860
http://www.euromedic.pt (Informe-se sobre convenções de seguros para a consulta, na Clínica). Consultas aos sábados no período da manhã!
Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR
Outras Ligações
Pesquisar
 
Caracterização dos Leitores da Linha de Sexologia
Métodos Contraceptivos utilizados pelos leitores da linha de Sexologia:

Total de 426 Votos
Votação realizada de 22/02/2008 a 27/03/2008

Pílula - 213 (50%)
Preserv. Masc. - 107 (25.12%)
Coito Interrom. - 35 (8.22%)
DIU - 25 (5.87%)
Anel Vaginal - 18 (4.23%)
Abstinência - 13 (3.05%)
Implante - 5 (1.17%)
Contrac. Cirúrg. - 4 (0.94%)
Contrac. Emerg. - 2 (0.47%)
Espermicida - 2 (0.47%)
Injectável - 1 (0.23%)
Preserv. Femi. - 1 (0.23%)

Das seguintes expressões, a que melhor me descreve é:

Total de 146 Votos
Votação realizada de 27/03/2008 a 12/05/2008

Lésbica - 3 (2.05%)
Gay - 4 (2.74%)
Homossexual - 4 (2.74%)
Heterossexual - 115 (78.77%)
Bisexual - 13 (8.90%)
Nenh. desc. - 2 (1.37%)
ident. sex. oscila - 5 (3.42%)

Arquivos

Abril 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Subscrever feeds