Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha de Urologia e Sexologia

Linha de Urologia e Sexologia

23
Abr08

Valores altos de Prolactina (58ng/ml) o que poderá ser?

Linha de Urol.

De Anónima a 23 de Abril de 2008 às 13:49

  

olá,

 
Em análises de rotina descobri que tenho os valores de Prolactina altos 58ng /ml) o que poderá ser?  tenho 26 anos e tomo pilula anticocepcional.

Obrigada

  

Fonte: www.dali.art.br

Boa Tarde,

  

O valor apenas da prolactina não é o necessário para que se percebam conclusões de diagnóstico desse aumento. Porque o aumento da prolactina por si só não nos revela a causa, pelo que podem ser várias as causas.

 

Para a ajudar poderei descrever-lhe o que poderá estar associado a esse aumento, no valor de 58ng /ml, quando o valor normativo é de 3,4 - 24,1 ng /ml.

 

O stress é um dos motivadores do aumento do nível de prolactina. Níveis muito altos de prolactina vão reduzir a produção de progesterona, que por sua vez estimula níveis altos de prolactina. Desta forma, os níveis altos de prolactina suprimem a progesterona, e os baixos níveis de progesterona podem, por sua vez, estimular a síntese de prolactina .

  

Nós podemos fornecer ao nosso corpo toda a progesterona que ele precisa, mas se este ainda estiver a competir com o cortisol e com a prolactina (ou seja se não soubermos gerir o stress de forma mais eficaz), assim vamos estar a utilizar o nosso sistema de reserva de energia. A progesterona pode propiciar um antídoto parcial aos níveis altos de cortisol e de prolactina. 
   

Outros factores que podem aumentar os níveis de prolactina incluem o hipotireoidismo, herpes zoster, estrogénio, contraceptivos orais, além de alguns medicamentos, tais como o L-dopa, reserpina, as fenotiazinas (remédios antipsicóticos ), os antidepressivos tricíclicos e, em menor escala, o medicamento anti-úlcera metoclopramida Reglan ), além de algumas drogas vendidas sem receita médica, como os bloqueadores de histamina usados no tratamento da azia, como a cimetidina Tagamet ) e a ranitidina Zantac ). Tranquilizantes como Haldol haloperidol ), Primperan metoclopramida).

 

Nos casos de hipertireoidismo há com frequência hipoprolactinemias. A prolactina na mulher aumenta após a puberdade, sofre flutuações cíclicas durante o ciclo menstrual e diminui depois da menopausa. Se a prolactina é alta, um médico irá testar a função tiroideia e verificar se há a toma de medicamentos conhecidos por aumentar secreção da prolactina. O médico poderá também solicitar uma ressonância magnética, que é o exame mais indicado para detectar tumores da hipófise e determinar a sua dimensão. Tomografia Computadoriazada CT varredura) também dá uma imagem da hipófise, mas é menos sensível do que o MRI. Além de avaliar o tamanho da hipófise com tumor, os médicos também vão procurar por danos a tecidos circundantes, e realizar testes para avaliar se a produção de outras hormonas pituitária é normal. Dependendo do tamanho do tumor, o médico poderá solicitar um exame ocular com medição da área limitada do campo visual.

  

O aumento da prolactina pode decorrer de causas fisiológicas ou patológicas:

  

Fisiológicas:

Gravidez, Estímulos hormonais, stress, Amamentação, Exercícios, Sono, Período neonatal.

  

Patológicas:

- Drogas / medicação: que estimule a secreção de prolactina estrogénios, cimetidina, tricíclicos, diazepan; que bloqueie os receptores dopaminérgicos clorpromazina, metoclopramida, sulpiride, domperidona, haloperidol), que sejam deplectores de dopamina metildopa, reserpina);

- Prolactinomas;

- Tumores Hipofisários;

- Patologias hipotalâmicas - tumores : craniofaringiomas, germinomas, cistos, gliomas,  hamartomas; infiltrativa : sarcoidose, tuberculose, histiocitose X; aneurismas; radioterapia craniana. 

- Insuficiência renal : redução da depuração.
- Cirrose hepática:mais comum na cirrose alcóolica. 
- Hipotireoidismo primário: ocorre aumento importante e prolongado TRH com aumento da hipófise que pode ser confundido com prolactinoma ( 40% dos hipo).
- Hiperprolactinemia neurogénica: activação das vias aferentes neurais e do reflexo neuroendócrino (fisiológico: sucção mamilar ou manipulação das mamas; (patológicos : lesões da parede torácica, mastectomia, herpes zoster ).
- Síndrome dos ovários policísticos: aumento da  prolactina seria decorrente da elevação não cíclica dos estrogénios.

- Produção ectópica: muito raro (teratoma ovariano com tecido hipofisário ectópico, carcinoma de células renais, gonadoblastoma).

     

Não podem ser tiradas conclusões precipitadas, porque pode ser em uma mera alteração, devido a uma causa sem importância, mas deverá ir ao seu médico e alertá-lo para esses valores e referir algum sintoma que julgue estar associado, para que possa ser avalidada de forma correcta.

 

A  prolactina pode alterar também a resposta sexual nas mulheres. Alterações no período menstrual e redução do desejo sexual em ambos os sexos são causas comuns de serem observadas. Actividades físicas excessivas, ovários policísticos e tumores podem ser a causa destes aumentos do nível de prolactina nas pessoas. Por isso esteja tranquila e marque consulta com o seu médico por via a encontrar uma explicação para essa alteração.

 

Obrigada e Felicidades

 

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dr. Manuel Mendes Silva

Médico Urologista Fellow do European Board of Urology. Ex-Presidente da Associação Portuguesa de Urologia e do Colégio de Urologia da Ordem dos Médicos. Ex-Vice Presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia. Director da Oficina de Ética da Conderação Americana de Urologia.

Links

Hospital de ST Louis

  •  
  • Caracterização dos Leitores da Linha de Sexologia

    Métodos Contraceptivos utilizados pelos leitores da linha de Sexologia:

    Total de 426 Votos
    Votação realizada de 22/02/2008 a 27/03/2008

    Pílula - 213 (50%)
    Preserv. Masc. - 107 (25.12%)
    Coito Interrom. - 35 (8.22%)
    DIU - 25 (5.87%)
    Anel Vaginal - 18 (4.23%)
    Abstinência - 13 (3.05%)
    Implante - 5 (1.17%)
    Contrac. Cirúrg. - 4 (0.94%)
    Contrac. Emerg. - 2 (0.47%)
    Espermicida - 2 (0.47%)
    Injectável - 1 (0.23%)
    Preserv. Femi. - 1 (0.23%)

    Das seguintes expressões, a que melhor me descreve é:

    Total de 146 Votos
    Votação realizada de 27/03/2008 a 12/05/2008

    Lésbica - 3 (2.05%)
    Gay - 4 (2.74%)
    Homossexual - 4 (2.74%)
    Heterossexual - 115 (78.77%)
    Bisexual - 13 (8.90%)
    Nenh. desc. - 2 (1.37%)
    ident. sex. oscila - 5 (3.42%)

    Arquivo

    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2013
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2012
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2011
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2010
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2009
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2008
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D

    Envie a sua questão

    As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

    E-mail: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR