Quarta-feira, 30 de Abril de 2008
"Sinto que da parte dele cada vez existe menos vontade de termos relações sexuais..."

De Anónima, a 29 de Abril de 2008 às 15:02

 

Dra.,

 

Vivo com o meu companheiro com o qual tenho uma relação há 3 anos. Somos um casal novo, ele com 34 anos e eu 31.

  

No 1º ano a nossa vida sexual foi satisfatória. No entanto, nos últimos 2 anos, sinto que da parte dele cada vez existe menos vontade de termos relações sexuais. A situação tem-se arrastado pois entre dias agitados e a esperança que a situação melhore “miracolosamente”, nada se fez. Actualmente passamos semanas sem termos relações sexuais e quando temos tornou-se uma rotina (sempre na mesma situação, no mesmo dia, à mesma hora).

  

Todavia, está-se a tornar uma situação incomportável, principalmente porque actualmente não estou a trabalhar e talvez devido ao facto de fazer mais exercício físico e de ter deixado de tomar os anti-depressivos (sertralina), sinto-me cheia de energia, e sinto um maior desejo sexual que, não é de todo correspondido.

    

Já tentei conversar sobre o assunto nos últimos meses, o que não surtiu grandes efeitos, pois além dele não ser muito de conversar, o assunto também não ajuda. Basicamente os argumentos que me foram dados são o dia-a-dia, porque há sempre coisas a fazer, porque eu não demonstro que quero ter relações, que o “ambiente” não é propício. Ou seja, um esvaziar total de responsabilidade da parte dele.

   

Da minha parte, sinto-me cada vez pior, culpabilizando-me pois penso que o problema será ele já não estar interessado em mim, sinto a minha auto-estima de rastos e não compreendo os motivos apresentados (quase que me parecem desculpas esfarrapadas) pois parece que ele é que é a mulher da relação com tantas “picuíces”, geralmente é a mulher que se queixa que não há “ambiente”, que estamos cansadas, etc, etc...

   

De facto, sou um pouco “antiquada” neste aspecto, e nas relações que tive anteriormente os homens estavam sempre dispostíssimos para relações sexuais...nunca tive de demonstrar que queria ter relações ou “provocá-los”...

   

Ainda lhe sugeri uma consulta num sexologista, uma vez que o diálogo não ajudou muito, mas ele recusa-se veemente a ir a uma consulta, afirmando que não tem nenhum problema.

   

Aguardo a sua ajuda.

  

Obrigada

Foto in: http://www.minhaescrita.blogger.com.br/mulher%20triste.jpg

Boa Tarde,

 

Pela sua descrição é notória a angústia que está a passar neste momento... falou em alguns factores que penso serem importantes no seu caso.

 

Relativamente ao facto de referir que deixou a medicação Sertralina, este pode ser um indicador de algum aumento de desejo sexual, pois este tipo de medicamento compromete a relação sexual durante o tempo que é ingerido, porque é caracterizado como antidepressivo, um inibidor selectivo de recaptação da Seretonina.

  

Os efeitos deste medicamento durante a toma regular são dminuiação do desejo, disfunção orgástica e diminuição da lubrificação. Quando nos relata que deixou de utilizar este medicamento, promoveu uma regularização no seu organismo a este nível, juntando, com o facto de estar a praticar exerciciso físico, de estar muito mais tempo em casa, ter mais tempo para pensar em si, na sua relação, nos seus afectos, permitiu provavelmente um aumento de desejo saudável.

 

Quando nos diz que o seu parceiro diz que você: "não demonstro que quero ter relações", é importante perceber se, quando pretende ter relações sexuais se é você que toma a iniciativa ou se dá apenas a entender através de comunicação não-verbal, o que pretende, se for esse o caso penso que deverá demonstrar o quando se sente atraída pelo seu parceiro e o quanto o deseja e quer ter relações sxuais com ele, porque de outra forma ele não saberá que tem esses sentimentos por ele, muitas vezes a  mulher anda mais triste e sente-se só porque tem alguma dificuldade em mostrar ao próprio parceiro que sente desejo por ele.

 

Se o seu parceiro não pretende ir a uma consulta de sexologia, por achar que não tem um problema sexual, eu penso que você deverá marcar uma consulta de sexologia individual, com a finalidade de perceber o que está a acontecer na sua relação, onde está o problema e de que forma poderá ultrapassar esta situção, porque apesar do seu parceiro referir que não tem problema algum, você não se sente feliz neste momento, e tem de encontrar soluções para combater esta fase da melhor forma possível!

  

Obrigada


Etiquetas:

publicado por Linha de Urol. às 09:23
link do post | adicionar aos favoritos

Consultórios
DR MANUEL MENDES SILVA:
Urologia
Avenida da Liberdade nº 202, 1º.
Contacto: 21 3524276

Dr. Manuel Mendes Silva
Médico Urologista Fellow do European Board of Urology. Ex-Presidente da Associação Portuguesa de Urologia e do Colégio de Urologia da Ordem dos Médicos. Ex-Vice Presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia. Director da Oficina de Ética da Conderação Americana de Urologia.
CONSULTA de SEXOLOGIA em CASTELO BRANCO
Marcações de consulta de Sexologia em Castelo Branco, com a Dra. Vera Ribeiro
MORADA: Quinta da Milhã - Estrada do Salgueiro, Castelo Branco
Contacto para marcação: 272 348 860
http://www.euromedic.pt (Informe-se sobre convenções de seguros para a consulta, na Clínica). Consultas aos sábados no período da manhã!
Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: CLIQUE AQUI PARA ENVIAR
Outras Ligações
Pesquisar
 
Caracterização dos Leitores da Linha de Sexologia
Métodos Contraceptivos utilizados pelos leitores da linha de Sexologia:

Total de 426 Votos
Votação realizada de 22/02/2008 a 27/03/2008

Pílula - 213 (50%)
Preserv. Masc. - 107 (25.12%)
Coito Interrom. - 35 (8.22%)
DIU - 25 (5.87%)
Anel Vaginal - 18 (4.23%)
Abstinência - 13 (3.05%)
Implante - 5 (1.17%)
Contrac. Cirúrg. - 4 (0.94%)
Contrac. Emerg. - 2 (0.47%)
Espermicida - 2 (0.47%)
Injectável - 1 (0.23%)
Preserv. Femi. - 1 (0.23%)

Das seguintes expressões, a que melhor me descreve é:

Total de 146 Votos
Votação realizada de 27/03/2008 a 12/05/2008

Lésbica - 3 (2.05%)
Gay - 4 (2.74%)
Homossexual - 4 (2.74%)
Heterossexual - 115 (78.77%)
Bisexual - 13 (8.90%)
Nenh. desc. - 2 (1.37%)
ident. sex. oscila - 5 (3.42%)

Arquivos

Abril 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Subscrever feeds